quinta-feira, 29 de março de 2018

Levando a Vida Com a Barriga – Como Enfrentar e Vencer a Procrastinação

Frases como: “vou levando com a barriga”, “deixa pra amanhã” ou “ainda dá tempo” são expressões comuns para todo procrastinador. O dicionário define procrastinar como: O ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois. A procrastinação ocorre quando um trabalho não recebe a devida atenção e importância que deveria, sendo deixado de lado para a produção de outras atividades menos importantes.
Confesso que até hoje luto diariamente contra esse comportamento, que mesmo parecendo inofensivo tem o poder de comprometer muitas coisas realmente importantes. As causas que levam o indivíduo ao desenvolvimento desse mau hábito geralmente estão relacionadas com a ansiedade, stress, falta de criatividade e outros sentimentos que ajudam a desconcentrar a pessoa de seu objetivo. Destaco as quatro causas mais comuns: 

Ações que consideramos desagradáveis ou que não trazem resultados imediatos - É praticamente instintivo ao ser humano, o desejo de postergar o máximo possível as tarefas consideradas desagradáveis, chatas ou que aparentemente não trazem um resultado imediato. 

A personalidade de procrastinador que produz o hábito - A forma e o ambiente onde fomos criados pode nos induzir ao hábito da procrastinação, que em muitos casos torna-se crônico. Pesquisadores destacam até questões genéticas como explicação para o desenvolvimento desse comportamento, o que significa que algumas pessoas são mais propensas a procrastinar do que outras. 

O desejo de fugir das dificuldades - Esse é mais um comportamento inerente a todos. Vamos sempre sentir o desejo de fugir de uma decisão ou ação que nos coloque em uma posição desagradável ou exija de nós uma postura mais antipática. 

Temor do fracasso - Um dos principais motivos pelos quais procrastinamos é o medo, mesmo que inconsciente, de que não conseguiremos realizar aquela tarefa a contento. Como seres humanos, estamos sempre em busca de aprovação e aceitação, o que pode ser colocado em risco quando somos impelidos a tomar determinadas decisões. Então, para proteger a identidade que nós mesmos criamos, acabamos não nos arriscando em tarefas desse tipo, ou as adiamos ao máximo.
Com certeza todos, em algum momento da vida, já lidaram com o desejo de adiar uma decisão que precisava ser tomada com urgência. Quando procrastinamos deixamos de estabelecer prioridades para resolver urgências e passamos a vida como diz o jargão popular: “apagando incêndios” ao invés de preveni-los. O interessante é que essa atitude sempre está relacionada ao que menos gostamos de fazer, ou seja, posso viver adiando um trabalho, mas ser sempre pontual quando o assunto é algo do meu interesse, como lazer, por exemplo. O que na verdade é pura omissão! Vale ressaltar que todo procrastinador sofre ao experimentar a culpa pelo atraso ou pela perda de determinada oportunidade, o que não o impede de continuar levando a vida com a barriga. 

Os prejuízos causados pela procrastinação são os mais variados e podem realmente ter sérias consequências. Tomando como o exemplo a área da saúde; se passo a vida adiando um checkup, quando decidir procurar um médico, pode ser tarde demais. No campo do relacionamento familiar; se não tomo as devidas atitudes em relação ao meu cônjuge ou filhos, posso comprometer minha relação com eles promovendo um leque de desordem em meu lar. Nos negócios existe um ditado popular que diz: “Um cavalo selado não passa duas vezes no mesmo lugar”. Pura verdade! Quantos pessoas fracassaram profissionalmente, pois sempre deixaram a capacitação, a reciclagem ou um investimento decisivo para depois? Com certeza os exemplos são os mais variados possíveis.
A única forma de lidar com o desejo de deixar para depois é compreendendo que isso pode custar um preço muito alto. Agir no tempo certo é uma decisão que geralmente recompensa no futuro. Para enfrentar esse mau hábito faz-se necessário uma boa dose de força de vontade, pois é preciso mudar a forma de pensar e reconhecer os benefícios que a ação eficaz e no tempo certo trazem, sempre mantendo a consciência de que o progresso em qualquer área da vida anda lado a lado com o estabelecimento e cumprimento disciplinado de prioridades. Destaco a seguir algumas atitudes práticas para obter o êxito contra a procrastinação. 

1. Identifique o seu ritmo – Todos nós temos um ritmo de vida, enquanto uns gostam de trabalhar durante o dia, outros gostam de produzir a noite. É necessário que você identifique a parte do dia onde você produz mais e concentre nesse momento, quando possível, as ações mais importantes. 

2. Faça um cronograma do seu dia – Em alguns casos é recomendado escrever detalhadamente o que deve ser feito em cada momento do dia, desde o levantar até o deitar, até que essas ações se transformem em hábitos. 

3. Estabeleça um prazo para cada atividade – As metas e prazos são fundamentais para todo aquele que quer ser mais produtivo. Se não souber para onde estou indo não chegarei a lugar algum. Defina com clareza onde você deseja chegar, que estratégia para alcançar o alvo você usará e quando você pretende alcançar a meta. 

4. Comece hoje – O melhor antídoto para a procrastinação é a ação. Não deixe para amanhã o que pode ser iniciado hoje. Decida agir! 

O verdadeiro sucesso não é obra do acaso, é sim, o resultado de uma vida produtiva, que tem como lema: “fazer todo o possível com os recursos que temos a mão o mais rápido possível”. É claro que existem situações em que o melhor é esperar, mas esses casos não se aplicam aos procrastinadores, que mesmo na urgência de uma ação preferem deixar para depois. Se desenvolvemos o hábito de resolver os assuntos de forma efetiva em todas as áreas da vida, vamos colher os bons frutos da produtividade e assim poder desfrutar de um futuro desejável que jamais será resultado do acaso. 

Assuma o compromisso de ser proativo, de fazer a vida acontecer, de tomar as rédeas de sua história. Não adianta passar a vida adiando aquilo que é tão necessário para o seu desenvolvimento, ou pior, culpando sempre os outros pelo seu insucesso. Veja que a maioria dos seus fracassos, senão a totalidade, nada mais são do que o resultado do hábito de procrastinar enraizado em sua forma de viver. O seu dia é hoje! Não deixe mais para amanhã, aquilo que você já devia ter feito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desse post?